quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Celina Leão representa contra Terracap e Novacap

A deputada Celina Leão (PDT) protocolou representação no Tribunal de Contas (TCDF), na tarde desta quarta-feira (29), contra a Agencia de Desenvolvimento do Distrito Federal (TERRACAP) e a Companhia urbanizadora da Nova Capital (NOVACAP), pedindo a suspensão do convênio nº 71/2014 que trata da licitação para reforma do Autódromo Internacional Nelson Piquet.

“Precisamos elencar prioridades, uma despesa dessa não pode ser feita no final de um governo, isso precisa do aval do futuro governador e da população”, considera a parlamentar.

O valor previsto no edital, que foi lançado dia 26/10/2014 pela NOVACAP, é de R$ 251 milhões, no entanto a TERRACAP já repassou R$ 312 milhões para a NOVACAP, ou seja, R$ 60 milhões a mais, o que segundo a deputada, já indica indícios de futuros aditivos. Os envelopes para escolha da empresa vencedora do certame serão abertos no próximo dia 12 de novembro.

Para Celina Leão esta licitação vai gerar um alto endividamento,  provocado pelo atual governo, inviabilizando a próxima gestão de arcar com esses compromissos. 

“Essa licitação está sendo encaminhada para ser um Mané Garrincha II, que com reforma exigida pela FIFA, começou com gastos de R$ 600 milhões e terminou com R$ 2 bilhões. Agora a exigência é da FIA – Federação Internacional de Automobilismo, para que o Autódromo de Brasília receba a Formula Indy em 2015”, alerta a deputada. “Por isso estou pedindo o cancelamento do convênio e da licitação”, completa.

As exigências feitas pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e pela Federação internacional de Motociclismo (FIM) tem o objetivo de incluir Brasília no calendário internacional de eventos automobilísticos e motociclísticos.

TERRACAP  em crise

Em junho de 2013, um relatório do Conselho Fiscal da TERRACAP apontou a  grande dificuldade financeira enfrentada pela  empresa, que naquele ano teve  um lucro de R$ 335 milhões e um passivo de R$ 1 bilhão. A recomendação do Conselho era de conter gastos e suspender doações. No entanto, a Agência continuou tomando medidas administrativas altamente prejudiciais à sua vida financeira, como contrato milionário de publicidade enorme quantidade de patrocínios e shows, reestruturação da empresa, além de doações descontroladas de lotes.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Parabéns Servidor Público! Sua função é muito importante para todos nós.


Parabéns servidor público! Sua função é muito importante para todos nós. O serviço público é uma das mais importantes tarefas de uma nação. Vamos lutar sempre pela valorização do servidor público. Esse é o meu compromisso!

domingo, 26 de outubro de 2014

Parabéns Rollemberg!



Parabéns Rollemberg!


GOSTARIA DE AGRADECER E PRINCIPALMENTE PARABENIZAR A TODO O POVO DO DISTRITO FEDERAL, NO PRIMEIRO TURNO, NAS URNAS, FOMOS EXEMPLO, REPROVAMOS E TIRAMOS O GOVERNO DO PT. AGORA NOVAMENTE, OPTAMOS PELA MORALIDADE, PELO NOVO JEITO DE SE FAZER POLÍTICA, OPTAMOS PELOS FICHAS LIMPAS, POR UM PROJETO DE GESTÃO DIFERENCIADO ONDE NÃO EXISTE O ''ROUBA MAIS FAZ'' E SIM O RESPEITO PELA POPULAÇÃO. PARABÉNS RODRIGO ROLLEMBERG, NOSSO GOVERNADOR ELEITO. TENHO ORGULHO DE FAZER PARTE DESSA CAMINHADA, DESSE PROJETO, DESSE GRUPO, DESSE TIME #SOMOSTODOSBRASÍLIA

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Celina Leão destina cerca de R$ 7 milhões em emenda para alimentação na rede hospitalar do Distrito Federal

A deputada Celina Leão (PDT) destinou cerca de R$ 7 milhões em emenda parlamentar para alimentação na rede hospitalar do Distrito Federal, que passa por severos problemas.

 “Além da crise que vivemos na Saúde, o governo não vêm honrando  nem os contratos com a alimentação”, lamenta a deputada.
A parlamentar ressalta, que durante o ano de 2014 nenhuma de suas emendas foram executadas, devido a oposição que fez, exercendo forte pressão ao governo. Do montante de R$ 14,5 milhões a que teve direito, R$ 7.666.450 milhões foram cancelados e bloqueados pelo Executivo.

Diante da situação dos hospitais, com o risco de suspensão de alimentação por falta de pagamento dos contratos firmados pelo governo, a deputada apresentou uma emenda ao  Projeto de Lei  de Crédito Adicional número 2037/2014 no valor de $ 6.833.550 para atender as despesas com o fornecimento de alimentação na rede hospitalar.

“Acredito que agora terei a oportunidade  de ter minhas emendas executadas”, acredita Celina.

Aprovada PELO que consolida autonomia da Câmara Legislativa


O plenário da Câmara Legislativa aprovou, na tarde desta quarta-feira (22), a Proposta de Emenda à Lei Orgânica (PELO) Nº 26/2011, de autoria da deputada Celina Leão (PDT). Com isso, o Poder Executivo do Distrito Federal não poderá criar ou extinguir órgãos públicos e nem organizar a estrutura administrativa aumentando despesas.


“A proposta foi uma adequação à Constituição Federal, que já previa isto. Teimoso foi esse governo que criou 20 mil cargos em comissão, por meio de quase 200 decretos, e depois teve que ratificá-los com um projeto de lei submetido à apreciação da Câmara. Isso depois que o TJ julgou inconstitucionais os decretos, a partir de uma representação minha”, explica a deputada.

Para a parlamentar, com a aprovação da PELO, a Câmara volta a exercer de forma plena sua autonomia, que segundo ela, estava sendo usurpada pelo Executivo. Celina está nesta luta desde o janeiro de 2011, quando representou contra a criação e extinção, por decreto, de órgãos públicos e cargos. O objetivo da deputada era preservar a autonomia do Poder Legislativo, evitando que o Poder Executivo legislasse por Decreto.

“O governo quando quis atropelar a Câmara, com centenas de decretos, demonstrou ser um déspota, quando o que queríamos era a harmonia entre os Poderes”, considera Celina.

Recentemente o governador adotou as mesmas práticas e extinguiu a Secretaria da Defesa Civil por decreto. A deputada propôs um Decreto Legislativo para sustar o decreto do Executivo mantendo, entretanto todas as exonerações.

Celina Leão (PDT) vota contra a aprovação das contas do Governador Agnelo.


DIRETO DO PLENÁRIO 


Celina Leão (PDT) vota contra a aprovação das contas do Governador Agnelo.



Acompanhando o parecer do conselheiro do TCDF, Renato Rainha, que reprovou as contas do Governador, Celina votou contraria a aprovação das contas na CLDF. 



Celina Leão denuncia a professora Sandra Leite por racismo, injuria e am...



Celina Leão denuncia a professora Sandra Leite por racismo, injuria e ameaça
A deputada Celina Leão (PDT) falou , durante a sessão ordinária desta terça-feira (21), sobre os crimes cometidos pela professora Sandra Leite Teixeira e anunciou que vai entrar com representação na Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar, da Câmara Legislativa, contra a professora, que em vídeo veiculado nas redes sociais, xinga militantes da campanha de Aécio Neves, cometendo crimes contra a honra, injúria racial e ameaça.
"É muito preocupante que uma professora da rede pública pratique preconceito racial, inclusive chamando uma estudante de prostituta, sem que seja submetida a um tratamento psicológico ou psiquiátrico, se for o caso", disse. "Vou também entrar com denúncia na Delegacia da Mulher e no Ministério Público", informou a deputada, defendendo que "é preciso se elevar o nível do debate político" nesta campanha eleitoral.
O presidente da Comissão de Ética, deputado Dr, Michel (PP), garantiu que vai acatar a denúncia apresentada por Celina Leão para a apuração dos supostos crimes contra a honra, injúria e racismo.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Celina Leão reafirma compromisso com Policiais e Bombeiros militares

A deputada Celina Leão (PDT) participou, na noite desta segunda-feira (20), de reunião com Policiais Militares em Planaltina. A parlamentar está intermediando conversas entre a categoria e o candidato ao governo do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB). A intenção, segundo a parlamentar, é garantir, independente do resultado das eleições, que a tropa seja ouvida na construção da reestruturação do plano de carreira dos Policiais e Bombeiros militares.

“Vou continuar defendendo a categoria como fiz nos quatro anos de mandato, quando pedi o impeachment  do governador Agnelo pelo descumprimento das promessas de campanha e quando declarei meu posicionamento contrário  à reestruturação  apresentada pelo governo, sem a aprovação da maioria, além do alto teor de coronelismo. Embora não tenham um representante do berço militar, não estão sozinhos, continuo a  representá-los”, declarou a deputada.

Durante a reunião, os militares demonstraram grande insatisfação com a proposta feita pelo atual governo. Consideraram que foi um plano apresentado com a intenção de dar uma satisfação política e criar uma ilusão de que algo estava sendo feito. Outra queixa foi que não tiveram acesso à íntegra da proposta. “Nem a Câmara Legislativa, que fez um pedido oficial, recebeu a minuta da reestruturação”, observou Celina.

Os policiais foram unânimes quanto à necessidade de mudanças e o fim do Regulamento Disciplinar de Exercito (RDE). “O plano foi um engodo, tem vários pontos polêmicos”, afirmou um Major do Corpo de Bombeiros. “Ninguém aguenta mais propostas sem transparência, nosso maior temor é não sermos ouvidos”, declarou um  Praça da PMDF. “Sempre fomos massacrados, mas estamos criando uma nova expectativa. A tropa está velha, muitos se aposentando e poucos querendo entrar, precisamos ser valorizados”, cobrou outro Praça.

O coordenador da campanha do senador Rodrigo Rollemberg, Marcos Dantas, garantiu que o segmento será ouvido, caso sejam vitoriosos nas urnas. “O governante que quiser governar com eficiência não pode se encastelar. Vocês serão ouvidos, mas já adianto que uma das mudanças será no RDE. Vamos reestruturar a carreira, mas com profissionalismo e sem perseguições políticas”, assegurou. “Outro compromisso de Rollemberg é o seguro das viaturas, para que os policiais em serviço não tenham que arcar com eventuais acidentes, como acontece hoje”, completou Dantas.

Celina Leão encerrou o encontro reafirmando seu compromisso com a categoria. “Nosso trabalho vai ser garantir a participação de todos vocês na construção do plano de carreira, estaremos juntos nesta caminhada”, garantiu a deputada.

PARTICIPE CONOSCO! VAMOS JUNTOS!


Apoio Rodrigo Rollemberg, por entender que ele está preparado para governar o DF



Apoio Rodrigo Rollemberg, por entender que ele está preparado para governar o DF



Fiz oposição ao governo Agnelo durante todo o meu mandato, porque acredito que Brasília merece mais. Apoio Rodrigo Rollemberg, por entender que ele está preparado para governar o DF, além de representar a mudança que precisamos. Agora é Rollemberg 40!

domingo, 19 de outubro de 2014

Deputada Celina Leão representa contra a professora Sandra Leite Teixeira





Celina Leão representa contra a professora Sandra Leite Teixeira

A deputada Celina Leão (PDT) representa contra a professora Sandra Leite Teixeira no Ministério Público, no Conselho de Educação, na Comissão de Ética da Câmara Legislativa e na Delegacia da Mulher. A decisão da parlamentar veio depois que a professora agrediu verbalmente um grupo de jovens militantes do PSDB. O episódio foi registrado em vídeo, que circula nas redes sociais.
A mulher vai aos extremos contra uma jovem, branca e loira. Além de acusações contra o candidato à presidência Aécio Neves (PSDB). A professora cospe no grupo e insulta a jovem: “loirinha feia, loirinha de merda, deve ser puta. Vagabunda e puta! ”, gritava Sandra Leite e ameaçava: “Se vier vai apanhar, xô daqui!”.
A educadora foi candidata a deputada distrital pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB), na ocasião militava pela reeleição da presidente da Republica Dilma Rousseff (PT).
Para Celina Leão o que aconteceu foi uma afronta à democracia. “Vivemos em um país democrático, onde a liberdade de expressão é garantida. A professora mostrou sua intolerância com atitudes que devem ser banidas, como a discriminação racial, a calúnia e a afronta à liberdade de expressão. Um episódio lamentável para uma educadora, por isso vamos buscar as instancias legais para que fatos desta natureza não voltem a acontecer”, declara a deputada.

sábado, 18 de outubro de 2014

Fique por dentro da tarifa de R$ 1,00. Saiba porque não pode ser verdade.

INCONSTITUCIONALIDADE ELEITOREIRA E INFANTILÓIDE

O candidato ao governo do Distrito Federal, Jofran Frejat, numa medida eleitoreira e desesperada, com o fim de virar o placar das pesquisas, lançou, de última hora, uma promessa totalmente inconstitucional. Ele quer, em 1º de janeiro, POR DECRETO, POR DECRETO, POR DECRETO, tratar das tarifas de transportes públicos a R$ 1,00 (um real), vinculando-a a receita do IPVA , como fonte de custeio da nova política tarifária.

Primeiramente, quaisquer gastos públicos devem estar contidos na Lei Orçamentária Anual. Some-se a isso o fato de que as políticas tarifárias devem estar na Lei de Diretrizes Orçamentárias, e a transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos de uma categoria de programação para outra não pode ser feita por decreto, pois exige autorização legislativa (art. 167, VI).
Ademais, nenhum investimento cuja execução ultrapasse um exercício financeiro poderá ser iniciado sem prévia inclusão no plano plurianual, ou sem lei que autorize a inclusão, sob pena de crime de responsabilidade (CF, art. 167, § 1º).
Por fim, para custear os gastos que essa tarifa reduzida demandará, o candidato, descaradamente, afirma que vai vinculá-los à receita do imposto sobre propriedade de veículos automotores (IPVA).
Portanto, inconstitucional é palavra que não representa essa proposta. Eu diria que ela representa uma INCONSTITUCIONALIDADE ESTELIONATÁRIA para o povo que ignora o Direito Constitucional, e uma INCONSTITUCIONALIDADE INFANTILÓIDE para quem entende um pouco de normas jurídicas.


Pense nisso!
Professora Denise Vargas

Hoje é dia do Médico. Parabéns a vocês que se especializaram em cuidar da nossa saúde!




sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Celina Leão considera tarifa de R$ 1 proposta eleitoreira

Durante sessão ordinária da Câmara Legislativa, na tarde desta quinta-feira (16),  a  deputada Celina Leão (PDT) criticou a proposta do candidato ao GDF Jofran Frejat (PR) de reduzir o preço das passagens de ônibus para R$ 1.

A parlamentar qualificou a proposta apresentada por Frejat de eleitoreira. Segundo a deputada, a proposta além de  eleitoreira é irresponsável e demonstra total desconhecimento das contas do GDF. "Se autor da proposta conhecesse a real situação dos cofres públicos, não faria uma proposta tão irresponsável", disse.

Celina Leão defendeu a adoção do bilhete único nos transportes públicos e a realização de uma nova licitação de ônibus como os únicos mecanismos capazes de reduzir as tarifas.

“Temos uma licitação fraudada, que  acarretou um aumento de quase R$ 0,40 na passagem, valor que vem sendo subsidiado pelo governo, fato inédito na história do DF. A verdadeira possibilidade de diminuir o valor da tarifa é imediatamente fazer outra licitação. Quem conhece o orçamento do DF não faz propostas incoerentes”, avaliou a deputada.

Celina Leão pede reabertura do estacionamento do Parque de Águas Claras

A deputada Celina Leão (PDT) pediu, na tarde desta quinta-feira durante sessão ordinária da Câmara legislativa, a reabertura do estacionamento do Parque de Águas Claras. De acordo com a parlamentar o local tinha capacidade para estacionar 100 carros, mas foi reduzido para apenas 20.

“Venho recebendo seguidas queixas de usuários do Parque, que estão tendo dificuldades com essa medida, são pessoas com crianças ou idosos, que agora precisam estacionar muito longe, por isso faço este encaminhamento com o pedido de reabertura deste estacionamento tão importante”, solicitou a deputada.

A parlamentar também pediu que as quadras de futevôlei do Parque de Águas Claras  fossem Iluminadas. “Todos os anos coloquei emendas  para infraestrutura das quadras de futevôlei, mas nunca consegui a execução. É  um esporte que pratico e sei que pode ressocializar muitos jovens, além de ser um dos esportes que mais cresce, depois do futebol”, considerou.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Celina Leão parabeniza professores e levanta reflexão sobre Educação



Celina Leão parabeniza professores e levanta reflexão sobre Educação
A deputada Celina Leão (PDT) usou o comunicado de parlamentares para lembrar o Dia do Professor e a luta destes profissionais, que segundo ela, trabalham sem estrutura, sem condições dignas de trabalho e, por vezes, sem respeito.


O alto déficit de professores e o aparente desinteresse dos jovens pela profissão são indicativos da falta de atratividade da carreira. Isso foi comprovado por uma pesquisa feita pela Fundação Carlos Chagas há cerca de três anos. No estudo, um dado preocupante: apenas 2% dos estudantes do ensino médio têm como primeira opção no vestibular cursos diretamente relacionadas à atuação em sala de aula.


“Parabenizo os professores e observo que muito se fala sobre educação, mas pouco se faz, é necessário uma grande reflexão, hoje ninguém quer ser professor, seja pela desvalorização profissional, ou pelo medo da violência crescente nas escolas”, considerou a deputada.
Para a parlamentar há muito a ser feito para alcançar a igualdade de oportunidade. “Teremos uma Educação de qualidade quando alunos oriundos tanto de escolas privadas, quanto de escolas públicas, tiverem as mesmas oportunidades, de forma justa e igualitária e que seja prioridade a valorização dos professores”, observou.

Celina Leão apresenta Moção de Louvor à Malala Yousafzay


Celina Leão apresenta Moção de Louvor à Malala Yousafzay

A deputada Celina Leão (PDT) apresentou, na tarde desta quarta-feira (15) uma Moção para manifestar votos de louvor e parabenizar a jovem paquistanesa Malala Yousafzay, que foi agraciada com o Prêmio Nobel da Paz de 2014, em reconhecimento a sua luta em defesa do direito à educação de crianças e adolescentes.
“Malala é uma ativista precoce, começou ainda criança e vem desenvolvendo uma importante e admirável luta em defesa do direito à educação, sobretudo de meninas e mulheres. Este é um reconhecimento público pela importância da luta desta jovem, não só do Paquistão, mas de todo o mundo. Ela é um exemplo de motivação para nós, pois muito se fala sobre educação, mas pouco é feito”, destacou a deputada.
A história de Malala revela, apesar da pouca idade (17 anos), sua resiliência. A jovem quase morreu após sofrer uma emboscada, quando levou um tiro na cabeça, no ônibus escolar em que se encontrava, no Vale do Swat, no Paquistão, ela conseguiu sobreviver e continua sua luta para que prevaleça o direito à educação gratuita a crianças de baixa renda, principalmente a estudantes do sexo feminino em seu país, sob o regime Talibã. Estima-se que existe hoje por volta de 34% da parcela feminina do Paquistão nas escolas locais.
A influência de Malala pode ter vindo de seu próprio pai, que é um militante pela democratização da educação, mas a menina estabeleceu uma marca própria para se expressar. Ela criou à época o blog Diário de uma estudante paquistanesa, primeiramente com pseudônimo, que foi descoberto pela mídia Ocidental e projetou seus apelos.
Em 2014, Malala recebe o Prêmio Nobel e ressalta que ser premiada para ela significa que não é o fim, mas apenas o começo da sua luta.
O comitê do Prêmio Nobel destacou a importância de se conceder o prêmio a Malala pelo seu "exemplo" e sua "luta heróica", que a transformou em "porta-voz principal" da luta pelos direitos das meninas à educação.

Saiu no jornal de Brasília de hoje, a defesa da Dep. Celina Leão sobre a independência da Câmara Legislativa. É nisso que eu acredito, essa é a minha luta!


Saiu no jornal de Brasília de hoje a minha defesa sobre a independência da Câmara Legislativa. É nisso que eu acredito, essa é a minha luta!


Íntegra do discurso da deputada Celina Leão (PDT), que critica carta do deputado Chico Vigilante (PT) ao senador Cristovam Buarque (PDT)

Íntegra do discurso da deputada Celina Leão (PDT), que critica carta do deputado Chico Vigilante (PT) ao senador Cristovam Buarque (PDT), que manifestou apoio ao presidenciável Aécio Neves (PSDB).


Hoje, o que me traz à Tribuna desta Casa, é  a  carta que o deputado Chico Vigilante  escreveu para o Senador Cristovam Buarque,  um dos mais respeitados políticos brasileiros, tanto nacional, quanto internacionalmente.

Se Vossa Excelência  fosse capaz de entender  a importância de ter tido, um dia, Cristovam  Buarque na sua agremiação partidária, certamente ao final de 72 horas teria desistido de elaborar tão insensata e  inoportuna carta. Esta demora demonstra que até mesmo os incautos  sentem-se constrangidos em atacar uma personalidade tão ilustre.

 A subserviência do deputado, que  sempre atuou na defesa do partido, que o povo, pelo voto, acaba de execrar da política brasiliense,  quis  se fazer notar pela candidata a presidente, e numa última tentativa de se manter no poder resolveu fazer a demagógica carta ao Senador, cobrando o apoio dele à candidatura de Dilma. E  durante 72 horas ele ficou na dúvida entre o respeito à verdade e a demagogia barata que sempre permeou as opiniões de alguns políticos. E esta prevaleceu, como sempre.

As perseguições, os fakes, as mentiras, as guerrilhas virtuais tão usadas pelo partido do deputado  não intimidam os políticos que realmente lutam por um Brasil democrático, livre,  com uma melhor qualidade de vida.  Nada amedronta o Senador Cristovam Buarque, que como político coerente e ético que sempre foi, teve a coragem de buscar alternativas para bem governar, mas  com o passar do tempo, quando sentiu que o partido  tinha se desviado dos ideais de mudança, de ética e de justiça social,  teve a hombridade de sair do PT, não ficou se favorecendo com as benesses do poder.

Fiquei estarrecida ao ler a história do convite que foi feito para o brizolista autêntico, como ele mesmo afirmou, à época. Em cada palavra a gente sente como o PT quer usar as pessoas, e quer mantê-las escravizadas, sem liberdade de buscar novos caminhos, e ainda percebemos como a cúpula do partido, o PT Nacional, interfere na escolha dos seus representantes, em detrimento dos próprios companheiros do partido.

O fisiologismo está tão presente na política brasileira, que o deputado  acha que os eleitos têm uma obrigação de fidelidade  eterna com ele e com seu partido, não com o povo, o país e a cidade. Ele faz parte da visão de que a eleição é um prêmio e não uma tarefa para a qual o eleito foi escolhido.

Cristovam foi convidado pelo PT por possuir as qualidades necessárias para governar o DF, por isso, sua eleição foi um reconhecimento, e mesmo com  todas as dificuldades que enfrentou ele manteve seus compromissos. Isto é o que um político deve assegurar, compromisso com o seu eleitor e não gratidão. A ética não se compra e nem tão pouco a honradez, mas são atributos inerentes ao berço e à educação.

Já vi Cristovam escrever que discordava do seu mestre Darcy Ribeiro,  porque este disse um dia que o” Senado é o Céu”, e Cristovam diz que o” Senado é um Campo de Batalha onde ele luta por suas bandeiras”. O Poder nunca sobrepujou o sonho de mudanças sociais de Cristovam Buarque.

Na relação Cristovam e PT, o PT muito mais ganhou do que deu.
Parece que o deputado não entende muito de números, foi o homem Cristovam que deu um governo ao PT e infelizmente  elegeu   Agnelo Queiroz. Basta comparar os votos em 2010 e os de agora.

Em 2010, com o apoio de Cristovam a coligação do PT elegeu Agnelo. Agora, Agnelo teve uma votação pífia e o Magela ainda pior. Este é o retrato de uma administração que o deputado defende.

Se é para relembrar, quero relembrar o que  o PT fez com Cristovam. Uma demissão injustificada, por telefone, quando Cristovam estava no exterior, a trabalho, como Ministro de Estado, num desrespeito total, não só ao homem Cristóvão com um currículo invejável, ilibado e de notória competência, mas também ao alto cargo que exercia.
  
Há anos Cristovam vem tentando passar ao governo do PT sua ideia de federalização da educação. Nunca recebeu nem ao menos uma resposta, escreveu à Dilma e nem notificação de recibo teve.

Aqui, o Agnelo depois de eleito simplesmente menosprezou Cristovam, desde o primeiro dia. Inclusive na pasta da Educação, o senador foi consultado, mas sua opinião não foi levada em consideração. Não me recordo de ter visto qualquer nota do PT em apoio à Cristovam para que fosse ouvido na escolha do gestor da pasta.

Será que é o medo da competência que faz o PT agir assim? 

Se o deputado quer relembrar mais um pouco, mal agradecidos são o Agnelo e o PT. Todos em Brasília sabem que mesmo depois de já eleito, com muito  mais votos do que Agnelo, Cristovam até pelo teor da bagagem de competência, mergulhou na campanha do 2º turno, e que depois de eleito o partido simplesmente esqueceu o seu apoiador.

 Cristovam tem todo o direito de apontar novos rumos sem perder sua coerência, porque o apoio declarado a Aécio, significa uma resposta qualitativa ao povo brasileiro, que não agüenta mais o mesmo tipo de política, com políticos rasteiros, que elevam seus partidos mais alto do que seus ideais.

A postura de Cristovam é mesma de muitos simpatizantes do PT e de ex-petistas, que um dia sonharam que o Partido dos Trabalhadores fosse conseguir realizar grandes revoluções, mas simplesmente além de não conseguir alcançar esses feitos, criticam a todos que de forma democrática se opõem ao que eu considero um projeto de poder pelo poder e não um sonho de um país para todos.

A grandeza do PT deveria ser reconhecida ao respeitar o momento em que o senador opta por uma alternância de poder.

Encerro reafirmando que lealdade devemos ter aos princípios e atitudes, e não usá-la como instrumento de escravidão.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Celina Leão parabeniza professores e levanta reflexão sobre Educação

A deputada Celina Leão (PDT) usou o comunicado de parlamentares para lembrar o Dia do Professor e a luta destes profissionais, que segundo ela, trabalham  sem estrutura, sem condições dignas de trabalho e, por vezes, sem respeito.


O alto déficit de professores e o aparente desinteresse dos jovens pela profissão são indicativos da falta de atratividade da carreira. Isso foi comprovado por uma pesquisa feita pela Fundação Carlos Chagas há cerca de três anos. No estudo, um dado preocupante: apenas 2% dos estudantes do ensino médio têm como primeira opção no vestibular cursos diretamente relacionadas à atuação em sala de aula.

“Parabenizo os professores e observo que muito se fala sobre educação, mas pouco se faz,  é necessário uma grande reflexão, hoje ninguém quer ser professor, seja pela desvalorização profissional, ou pelo medo da violência crescente nas escolas”, considerou a deputada.

Para a parlamentar há muito a ser feito para alcançar a igualdade de oportunidade. “Teremos uma Educação de qualidade quando alunos oriundos tanto de escolas privadas, quanto de escolas públicas, tiverem as mesmas oportunidades, de forma justa e igualitária e que seja prioridade a valorização dos professores”, observou.