sábado, 29 de janeiro de 2011

Celina Leão propõe desconto no IPVA a motoristas que não têm multas

A deputada distrital Celina Leão (PMN) decidiu incrementar o projeto de lei protocolado na Câmara Legislativa onde prevê o desconto de 5% para quem pagar o IPVA a vista e também autoriza que o governador Agnelo Queiroz reduza, por meio de decreto, os valores dos impostos que contrariaram os contribuintes. A novidade é que o PL prevê, ainda, desconto de 5% para motoristas que não tiverem multas de trânsito no ano que antecede o pagamento do tributo.

Segundo Celina, o desconto tende a promover entre os motoristas o respeito e a educação no trânsito. “Se as pessoas já começam o ano com um desconto de 5% nas mãos no pagamento do IPVA no ano seguinte, é claro que estarão mais atentas e vão querer evitar perder esses desconto. Assim, teremos motoristas mais prudentes e educados nas vias do DF”, explicou a parlamentar.
O projeto de lei pretende desfazer erros do Governo do Distrito Federal que, além de não conceder 5% de desconto aos contribuintes que pagarem o IPVA a vista – o desconto já é tradicional -, rever os valores exorbitantes usados pelo governo para a emissão dos impostos. “Não vou admitir que as pessoas fiquem sem o desconto de 5% e paguem valores tão injustos assim”, disse Celina. “O desconto é tradicional para os que pagam a cota única, não há uma justificativa plausível para que ele não seja concedido”, completou. O projeto da deputada prevê que aqueles que já pagaram o IPVA sem o desconto, ficarão com o valor referente ao desconto de crédito com o governo até 2012, para serem usados nos pagamentos de IPVA ou IPTU.

Além de garantir o desconto, o projeto autoriza o governador a diminuir a alíquota usada no IPVA. Muitos motoristas (57% do total da cidade) chegaram a reclamar que o valor de seus impostos neste ano são os mesmos de 2010. “A tabela usada pelo GDF para calcular os valores não levou em consideração a depreciação dos veículos de um ano para o outro, por isso esse erro. Querem arrecadar mais, mas esquecem-se que de 2010 para 2011, o contribuinte não consegue manter o valor de seu veículo no mercado, muito menos valorizá-lo”, ressaltou Celina.

“É preciso rever esses valores urgente para que a população não pague por esse erro”, enfatizou a distrital que já recolheu assinatura de mais oito parlamentares apoiando o projeto de lei.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Deputada Celina Leão comemora nomeação de vice-diretores

Foram nomeados hoje, conforma publicado no Diário Oficial do Distrito Federal, todos os vices-diretores que haviam sido exonerados erroneamente pelo governador Agnelo Queiroz (PT) por decreto no dia 1º de janeiro de 2011. A deputada distrital Celina Leão (PMN) comemorou a vitória já que havia comprado a briga pela volta de diretores e vices para as escolas.

Segundo Celina, o governo poderia ter tido mais atenção no início e evitado esse transtorno para os profissionais, a população e ele próprio. “O certo teria sido tornar as exonerações sem efeito, conforme sugeri em ofício entregue ao Ministério Público do DF, mas o importante é que a situação foi resolvida”, ressaltou a parlamentar. “Vale lembrar que foi resolvida a primeira situação, mas como eu previa, o GDF acabou causando uma instabilidade jurídica ao não tornar as exonerações sem efeitos e optar pelas nomeações”, completou.
Os vices-diretores foram nomeados no DODF de terça-feira (25), divulgado hoje (26). Contudo, esses profissionais, que trabalharam o mês inteiro, só terão direito a receber do dia 25 em diante. “A segunda parte dessa batalha será lutar pelos direitos desses professores, que foram exonerados de forma errado, reconduzidos sim aos seus cargos, mas com defasagem de 25 dias em seus salários. Um desrespeito com os profissionais da educação”, criticou Celina.


terça-feira, 25 de janeiro de 2011

IPVA: A NOVA LUTA DE CELINA LEÃO

O GDF prometeu que não haveria aumento no valor do IPVA e que, provavelmente, o tributo baixaria. Mas a promessa não foi cumprida. Para piorar, o governo ainda não concedeu o tradicional desconto para os contribuintes que pagarem o imposto em cota única. Após as decepções sofridas pelos brasilienses com as promessas não cumpridas, a deputada distrital Celina Leão (PMN) decidiu protocolar hoje (25) na Câmara Legislativa, um projeto de lei onde prevê o desconto de 5% para quem pagar o IPVA a vista e também autoriza que o governador Agnelo Queiroz reduza, por meio de decreto, os valores dos impostos que contrariaram os contribuintes.

Segundo Celina, a população não pode ser penalizada por erros ou descaso do governo. “Não vou admitir que as pessoas fiquem sem o desconto de 5% e paguem valores tão injustos assim”, explicou a parlamentar. “O desconto é tradicional para os que pagam a cota única, não há uma justificativa plausível para que ele não seja concedido”, completou. O projeto da deputada prevê que aqueles que já pagaram o IPVA sem o desconto, ficarão com o valor referente ao desconto de crédito com o governo até 2012, para serem usados nos pagamentos de IPVA ou IPTU.

Além de garantir o desconto, o projeto autoriza o governador a diminuir a alíquota usada no IPVA. Muitos motoristas (57% do total da cidade) chegaram a reclamar que o valor de seus impostos neste ano são os mesmos de 2010. “A tabela usada pelo GDF para calcular os valores não levou em consideração a depreciação dos veículos de um ano para o outro, por isso esse erro. Querem arrecadar mais, mas esquecem-se que de 2010 para 2011, o contribuinte não consegue manter o valor de seu veículo no mercado, muito menos valorizá-lo”, ressaltou Celina.

“É preciso rever esses valores urgente para que a população não pague por esse erro”, enfatizou a distrital que já recolheu assinatura de mais oito parlamentares apoiando o projeto de lei.

Fonte: Blog do Donny Silva

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

CELINA LEÃO PEDE CONTRATAÇÃO IMEDIATA DE PROFESSORES

Na “guerra entre companheiros” travada hoje (24) durante reunião entre o Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF) e o Governo do Governo do Distrito Federal (GDF), o secretário de Governo, Paulo Tadeu (PT), decidiu adiar, por mais uma semana, a decisão sobre a contratação dos 1545 professores que haviam sido convocados pela Secretaria de Educação na semana passada e desconvocados horas depois. Na manhã de hoje, eles se reuniram em frente ao Palácio do Buriti para protestarem e foram recebidos pelo secretário. Todo o encontro foi acompanhado pela deputada distrital Celina Leão (PMN), que comprou a briga da categoria e foi cobrar um posicionamento do GDF.

“Foi um erro gravíssimo. Se temos carência de professores na rede pública, se temos orçamento, não há nada que impeça a contratação imediata desses profissionais. Além do mais, muitos foram prejudicados com a ‘desconvocação’. Um governo que quer começar diferente não pode ter erros como este, logo em uma área tão importante”, criticou a parlamentar. Segundo Celina, na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), já aprovada pela Câmara Legislativa do DF, há verba para a contratação imediata de 400 professores. “Não justifica deixar a decisão para a próxima segunda. Esta não é uma resposta que um governo deve dar para a cobrança dos professores”, destacou.

O secretário Paulo Tadeu reconheceu o erro da “desconvocação”. “O governo errou”, disse ao diretor do Sinpro-DF, Washington Dourado. Contudo, para a deputada Celina, “se houvesse vontade política, o erro seria corrigido com a contratação dos profissionais convocados”. “É a primeira vez que assisto uma negociação onde o governo simplesmente adia uma decisão”, explicou a parlamentar. A próxima reunião do governo com a categoria ocorrerá na próxima segunda-feira, às 10h. O secretário prometeu apresentar um cronograma de nomeações.

Além da deputada Celina Leão, a deputada distrital Eliana Pedrosa (DEM) também participou do encontro. Em nome da bancada de oposição na Casa, as parlamentares propuseram uma convocação extraordinária, sem ônus ao governo, para que os deputados adequassem o orçamento para viabilizar as contratações imediatamente. Contudo, a ideia não foi aceita pelo secretário de Governo.

De lá, Celina e Eliana seguiram para a Secretaria de Educação onde entregaram ofício solicitando ao órgão o número real do banco de vagas existente hoje na Educação. A secretária se comprometeu a entregar amanhã (25) o levantamento às deputadas.

Fonte: Blog do Donny Silva

DEPUTADA CELINA LEÃO PROTESTA COM PROFESSORES DESCONVOCADOS

A deputada distrital Celina Leão (PMN) esteve na manhã de hoje junto com o Sindicatos dos Professores do DF (Sinpro-DF) e milhares de professores que foram convocados e depois, desconvocados, pela Secretaria de Educação do DF. Uma manifestação aconteceu às 11h, na frente do Palácio do Buriti. Celina apoiou o movimento, subiu no trio e juntamente com a categoria, cobou um posicionamento do governo.

 
Na semana passada, 1545 professores foram convocados pela Secretaria de Educação pelo site do órgão. Horas depois, a lista com os nomes foi retirada do site. A secretaria alega “problemas orçamentários” pela desconvocação. Porém, já havia sido feito o estrago. Como os professores foram convocados para assumir já a partir de hoje (24), muitos vieram de outro estados e outros – cerca de 20 -, pediram demissão de seus antigos empregos.

 
“Este é o retrato de uma secretaria que começou errada. Já exonerou diretores e vices-diretores que não poderiam ser exonerados porque foram eleitos, nomeou morto e agora, convoca e desconvoca professores”, criticou a deputada Celina. “Isso é um absurdo, um descaso com a Educação e não pode passar despercebido pela população. Queremos um posicionamento do governador Agnelo com a máxima urgência”, completou.

 
Neste momento, a deputada acompanha a direção do sindicato e alguns professores em uma reunião no Palácio, com o secretário de Governo, Paulo Tadeu (PT).

Fonte: Blog do Donny Silva

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

TRAJETÓRIA DE SUCESSO

Recém-eleita deputada distrital, a bela jovem de olhos verdes e cabelos louros tem trilhado um caminho de sucesso. Celina Leão caiu na graça dos brasilienses e conquistou mais de sete mil eleitores locais.



A partir de janeiro ela ocupa um dos gabinetes da Câmara Legislativa, de onde pretende lutar, dentre outras coisas, pelas causas dos administradores. Afinal, Celina Leão é formada em Administração de Empresas pelo Uniceub. “Eu estudava psicologia quando percebi que precisava entender mais de administração para cuidar dos negócios da família. Então, larguei o curso e prestei novo vestibular. Foi quando comecei a cursar administração”, conta.



“Há muitas reivindicações destes profissionais, como a questão do teto salarial, que não temos. Apesar de ser algo de âmbito nacional, vamos atuar neste sentido”, observa Celina Leão, que também promete lutar para que a administração deixe de ser uma carreira generalista e, principalmente, tentar mudar a realidade dos concursos públicos, que atualmente ocupa com qualquer profissional de nível superior, as vagas que deveriam ser exclusivas dos administradores. “Cada profissional tem suas aptidões e com os administradores não é diferente”, observa a deputada.



Celina Leão destaca que muita gente pensa, erroneamente, que qualquer pessoa consegue ser administrador. “Só o curso de administração consegue dar base para que você haja com eficácia e eficiência. É um curso que te prepara não só para um emprego, mas para a vida”, observa Celina, que é casada com o engenheiro Fabrício Faleiros e mãe de dois filhos, a Bruna, de 13 anos, e o Pedro, de 5 anos, e consegue administrar bem a família e as atividades que a carreira e a vida lhe impõem.



De Goiânia à Brasília

Nascida em Goiânia, Celina Leão Hizim é filha do engenheiro civil, Abrão Antonio Hizim, e da administradora de empresas, Maria Célia Leão. Sua mãe foi uma grande ativista nas políticas públicas de gênero e criou a Secretaria da Condição Feminina de Goiás.



Muito jovem, Celina Leão começou a trabalhar como auxiliar de serviço administrativo na indústria da família, onde aprendeu desde as rotinas do RH até o exercício das atribuições da Diretoria Financeira de uma empresa de grande porte.



O trabalho social também sempre fez parte da vida de Celina Leão. Quando morou em Uberaba (MG), iniciou um trabalho voluntário de equoterapia e ajudou a criar a Associação Mineira de Equoterapia, onde era prestado atendimento de reabilitação de alunos carentes, gratuitamente. Já em Brasília, montou a ONG JOIA (Juventude Organizada para Integração e Ação), onde iniciou uma luta de priorização de políticas públicas para juventude. Entre os cargos públicos ocupados, Celina Leão esteve no Procon-DF, foi secretária da Secretaria de Estado da Juventude no DF e chefe de gabinete na Câmara Legislativa.



Recentemente foi entrevistada na revista Playboy, pela inteligência e por ter sido considerada a deputadas eleita mais bonita.

Fonte: Sinda